Home » Destaque » JEJUM NÃO É OBRIGATÓRIO PARA TODOS OS EXAMES DE SANGUE
Publicado em: 24 de agosto de 2020 - Ás: 14:13 - Categorias: Destaque> Saúde.

JEJUM NÃO É OBRIGATÓRIO PARA TODOS OS EXAMES DE SANGUE

cp co

Existem muitas dúvidas sobre quando e quais exames exigem a realização de jejum. O que muita gente não sabe é que com os avanços da medicina e aplicabilidade dos exames laboratoriais, essa pausa alimentar deixou de ser obrigatória para a realização de boa parte deles.

Entre os principais exames que necessitam de abstinência alimentar estão o hemograma, que é desejável quatro horas e a glicemia com jejum obrigatório de duas horas após refeição ou conforme orientação médica. Nem todos os exames necessitam de jejum. O tempo de jejum requerido pode variar entre diversos exames, sendo de 4 horas para boa parte dos exames, de 8 horas para alguns e de 12 a 16 horas para triglicérides e frações de colesterol.

O cardiologista clínico da Dmi, Jesus Fleitas River, informa que o jejum não é mais uma exigência para a realização de exames de sangue. “Antigamente exigíamos que os pacientes ficassem em jejum de, pelo menos, 12 horas para fazer exames de colesterol e, ao menos 10 horas, para os exames de diabetes, principalmente da glicemia. Hoje, muitos laboratórios, médicos e cardiologistas, preconizam que não é necessária essa abstinência alimentar porque grande quantidade de pacientes como crianças não conseguem praticá-la, para diabéticos que usam insulina se torna muito difícil, e com isso preferem que não seja feito um jejum muito prolongado”, explica.

Alguns exames que se destacam por não necessitarem de jejum são os de creatinina, TSH Ultra Sensível e lipidograma, porém neste deve haver abstinência alcoólica de 72 horas antes da coleta, pois o álcool, qualquer tipo ou quantidade, pode interferir no exame. No geral, há cerca de 75 exames que deixaram de exigir o preparo do jejum obrigatório, que vai desde o TSH Ultra Sensível ao Varicella Zoster IgM, Anti.

O cardiologista explica ainda que, em algumas ocasiões, pode ser solicitado o jejum para pacientes diabéticos ou com taxas altas de triglicerídeos.

“Pacientes que possuem triglicerídeos muito altos aconselhamos ser feito jejum de 12 horas para se observar os valores reais dessas gorduras no sangue do paciente. Sobretudo quando o mesmo tem uma alimentação irregular, uso de muita comida gordurosa. A mesma coisa acontece com pacientes diabéticos e que não fazem uma dieta adequada. Diante disso, em algumas ocasiões se cobra o jejum de 12 horas ou 10 horas para observarmos o paciente diabético ou com hiper-triglicerídeos e assim sabermos exatamente o valor dessas taxas”, conclui o especialista.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta