Home » Destaque » Juca Kfouri é condenado a indenizar Jair Bolsonaro em R$ 120.000,00 por danos morais
Publicado em: 22 de março de 2018 - Ás: 11:25 - Categorias: Destaque> Esportes.

Juca Kfouri é condenado a indenizar Jair Bolsonaro em R$ 120.000,00 por danos morais

cp bolsonaro

O jornalista Juca Kfouri e o canal ESPN foram condenados a pagar R$ 120 mil por danos morais ao deputado Jair Bolsonaro pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (primeira instância). O motivo é que o jornalista dissse no programa Linha de Passe, do canal, em 14 de dezembro de 2016, que dois torcedores do Fluminense que haviam ofendido e intimidado três torcedores do Internacional em um vagão de trem no Rio “provavelmente são desses que saem por aí gritando o nome de Bolsonaro”.

Na mesma ação, Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 6 mil a Juca Kfouri por ter gravado um vídeo em resposta ao jornalista. Nas imagens, Bolsonaro fala o seguinte: “Para de falar besteira, Juca Kfouri! Tu foi torturado? Tá de brincadeira, né, Juca Kfouri? Tu tá merecendo levar, ó, um tabefe aí pra aprender a ser homem, tá ok, ô moleque?”

Na sentença, o juiz estabelece ainda que a ESPN deve tirar o vídeo do site do canal e divulgar o conteúdo da sentença judicial em até quinze dias. Sobre a divulgação da setença, deve ser feita pelo próprio Juca Kfouri, ao vivo na edição de quarta-feira do programa. Para ambas as condenações há incidência de juros e correção monetária desde dezembro de 2016 e há a possibilidade de recurso.

 Procurado pela Coluna, Juca Kfouri não foi encontrado para comentar o assunto. Já a ESPN divulgou nota oficial:

“Acerca da sentença proferida na ação envolvendo o Deputado Jair Bolsonaro, a ESPN do Brasil declara que recorrerá no prazo legal e acredita que a decisão será reformada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Vale registrar que, nessa mesma decisão, o Deputado foi condenado a pagar indenização por danos morais a Juca Kfouri”

Fonte:https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/juca-kfouri-e-espn-sao-condenados-a-pagar-r-120-mil-a-bolsonaro-19032018

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta