Home » Luzilandia » PLANO DE GOVERNO DO PTC LUZILANDIA – PI “UNIDOS POR UMA LUZILANDA MELHOR”
Publicado em: 11 de setembro de 2016 - Ás: 16:23 - Categorias: Luzilandia.

PLANO DE GOVERNO DO PTC LUZILANDIA – PI “UNIDOS POR UMA LUZILANDA MELHOR”

ronaldo-capa

INTRODUÇÃO

A eleição deste ano de 2016 precisa caracterizar uma profunda mudança na história de nossa LUZILANDIA. Deverá ser um divisor de águas. Nela, os eleitores terão a oportunidade de eleger um governo comprometido com o crescimento e o desenvolvimento sustentável de nossa cidade, evitando de vez a forma com que somos hoje conduzidos. Luzilândia terá a oportunidade de optar ou por uma gestão que priorize o planejamento das ações, por meio do compromisso com metas claras; ou por permanecer com o improviso e o favorecimento individual, que vêm sendo aplicados pelas últimas administrações; todas elas com a visão única de beneficiar os “seus” (amigos, parentes, correligionário etc.) em prejuízo dos mais pobres e necessitados. Assim sendo, o RONALDO E JAQKELINE, como legítimo Luzilandenses e representantes dos partido do PTC e PMDB, apresenta este plano de governo, assumindo com todos os nossos conterrâneos um compromisso de mudança na forma de administrar nossa Luzilândia. Este programa tem sido pensado ao longo dos anos. Representa o reflexo do modo de vida social, profissional e política do Ronaldo e Jaqkeline, que consolidará como um projeto coletivo, refletindo as reivindicações da população, dos movimentos sociais e das entidades representativas de Luzilândia. A versão final deste programa estabelecerá as diretrizes e medidas que serão tomadas para enfrentar e solucionar os principais problemas do município, fixando-se, portanto, em propostas concretas e viáveis. Não é um projeto fechado, porém, em constante construção, porque um projeto no qual os anseios da população serão seu principal combustível. Luzilândia, considerando o modo como a coisa pública é dirigida, não é hoje um município que pensa no seu futuro. O município vive um gerenciamento público improvisado, em que as decisões são tomadas ao sabor dos acontecimentos, ou seja, os que, de fato, conduzem os destinos da cidade não sabem o que querem, não sabem para onde estão indo. Não será tarefa simples vencer os percalços, principalmente por conta da dimensão complexa dos problemas sociais de hoje e do tempo para resolvê-los, mas, pela primeira vez, em nosso município, teremos uma política pública pensada e planejada, para o crescimento com desenvolvimento sustentável, isto é, para o crescer de um modo equilibrado econômica e socialmente. É fato a corrupção existente no Poder Público e considerável o montante de recursos públicos desviado. As consequências são o aprofundamento das dificuldades financeiras enfrentadas pela maioria dos municípios brasileiros, chegando, em alguns casos, até a falta do pagamento do funcionalismo público. Em Luzilândia, combateremos a corrupção com todas as forças e com muita disposição. A história pessoal desta liderança do PTC neste município, reconhecidamente honesta e correta, servirá de exemplo. A escolha de seus auxiliares se baseará nestes mesmos preceitos e a vigilância será feita de forma imparcial. Sabemos que, quando o Prefeito e seus auxiliares diretos dão o exemplo de honestidade e probidade, todos os participantes do governo e o funcionalismo pensarão várias vezes antes de realizar qualquer ato amoral. Se confirmados casos de corrupção, fraude ou quaisquer desvios de conduta, na gestão unido por uma Luzilândia melhor, os responsáveis por atos dessa natureza serão afastados e responderam judicialmente pelos seus atos. Nos moldes atuais, o Prefeito, Secretários e Assessores assumem suas funções sem uma clara definição do que devem fazer. A nomeação é, via de regra, o resultado da acomodação dos apoios político nas campanhas e não consideram a real aptidão do indicado para a função. Neste modelo, a participação dos funcionários públicos de carreira nos cargos de gestão efetiva é insignificante ou nula desestimulando o seu progresso funcional e pessoal. Precisamos atentar para um planejamento urbano mais realista, em que seja avaliada a forma como tem sido realizada a ocupação do solo. Com consciência, mudaremos o atual perfil de ocupação, ao desencadearmos uma ampla discussão. Devemos pensar em qualidade de vida, recuperação e preservação ambiental etc, visando uma convivência harmônica no âmbito do desenvolvimento social e econômico. A escola pública tem que deixar de ser, em Luzilândia um espaço de exclusão social. Deve proporcionar, por meio da escolarização, as mais variadas possibilidades educacionais e culturais para a formação humana. Hoje é necessário – e urgente – fazer com que a escola seja um componente fundamental para a inclusão social. A educação infantil, a educação de jovens e adultos, a educação especial e o ensino fundamental a partir do pré- escolar, devem ser vistos como desafios urgentes de governo. Promover a universalização da escolarização e sua qualidade social exigirá vontade política, firmeza nas ações e a definição de uma política educacional concreta e objetiva. Assumimos o compromisso para com a formação de um cidadão consciente e crítico dos seus direitos e deveres. Dessa forma, a construção de uma escola pública participativa e de qualidade social abrangente, em nosso município, será de grande importância no processo de transformação social que pretendemos realizar. Na política educacional, estarão presentes componentes de suma importância para o desenvolvimento sustentável e para a formação de cidadãos. Nesse sentido, a educação ambiental, a inclusão digital e programas de saúde de caráter preventivo farão parte, entre outra questões, da matriz curricular do município. A Luzilândia Livre será a Luzilândia da parceria, da gestão participativa. Procuraremos parcerias com Universidades públicas e privadas naquelas áreas de interesse do município, facilitando o acesso dos alunos de Luzilândia a universidade. Saúde terá prioridade total. Luzilândia exige um governo que estabeleça definitivamente uma Política de Saúde séria, sem clientelismos, sem fazer da doença fonte de votos, sem transformar o hospital estadual em Comitê Eleitoral. Tem postos de saúde fechados ou em funcionamento mínimo, ou ainda com uma estrutura física deficiente, sem material e recursos humanos adequados, irá acabar. Será fomentado um processo de compartilhamento de recursos, com divisão de tarefas e procedimentos claros e bem definidos, de modo a proporcionar a utilização plena e eficiente destas unidades, buscando sempre a qualidade no atendimento. A rapidez no atendimento e o respeito aos cidadãos serão uma busca permanente por parte de toda a equipe envolvida. Para atingir estas metas, teremos que investir com determinação em recursos humanos, materiais e estruturas físicas melhoradas e adequadas visando um atendimento mais humanizado. Vamos investir em saneamento básico como forma de prevenir doenças, atacando de vez os problemas relacionados ao acesso à água e a qualidade dela, dos resíduos sólidos, esgotos, fossas sépticas e outros agravantes. Nossa meta é dotar o máximo de domicílios urbanos e rurais com água de qualidade, fossa séptica e destino adequado ao lixo domiciliar. A nossa cidade encontra-se num processo de desordem na política habitacional. Acelerase um processo de loteamento irregulares com a construção de moradias em áreas de preservação ambiental e sem as mínimas condições infraestruturas. Num primeiro momento, faremos um mapeamento das áreas mais críticas da cidade, tendo por objetivo conter a ocupação de terras ribeirinhas e áreas de preservação de acordo com o plano diretor vigente. Estabeleceremos uma política de habitação popular em parceria com as instituições responsáveis por este setor, tanto a nível estadual como federal, com o objetivo claro de apostar na melhoria da qualidade de vida dos Luzilandense. Estimularemos as famílias a se comprometerem, em regime de mutirão, a construírem suas casas, com o apoio da prefeitura. Vamos trabalhar muito com a juventude, tanto realizando políticas públicas voltadas para os jovens no que se refere ao emprego, à qualificação profissional, à educação, ao esporte, à cultura e ao lazer, como também pretendemos usar a juventude como uma importante força de construção a favor das mudanças que queremos realizar na cidade. Os jovens serão chamados a trabalhar neste imenso processo de reconstrução municipal e de politização, o qual queremos realizar em Luzilândia. O jovem representa a ligação do presente com o futuro do nosso município. Temos uma responsabilidade muito grande com todos aqueles que querem um trabalho decente e digno e que precisam estudar. Vivemos numa sociedade, em que as oportunidades de emprego se relacionam ao nível de escolaridade. Desenvolveremos políticas públicas para todos os jovens, mas destinaremos uma grande parte de nossos esforços àqueles que, sem emprego e sem perspectivas, precisam de uma renda para a sua sobrevivência e de sua família. Investir em cultura é fundamental. Temos a certeza da nossa capacidade em transformar Luzilândia num pólo cultural, em uma cidade do conhecimento, produzindo e fomentando uma programas culturais intensos e dinâmicos, incentivando e apoiando os artistas locais e a cultura tradicional e comunitária. A prática esportiva tem se constituído nas últimas décadas com um dos principais componentes para se pensar o homem na sua totalidade. O esporte, além do seu aspecto competitivo será valorizado enquanto componente importante para a inclusão social. Por meio da prática de várias atividades físicas, buscaremos fomentar aspectos como a solidariedade, a integração das diferenças individuais, o resgate da autoestima, a cultura, a cidadania e associá- los da infância à terceira idade. De há muito tempo, no nosso município, a construção, melhorias e conservação de estradas e caminhos é feita, basicamente, sob a lógica do favorecimento político. As mais importantes vias municipais precisam chegar à situação de calamidade, para só então receber os serviços necessários, que são encarados como uma nova obra e, não raro, são inauguradas dezenas de vezes pelas mais diferentes administrações. No nosso governo, um planejamento de longo prazo será feito para que, em um sistema racional de construção/preservação, a importância social e econômica da estrada seja o critério principal que oriente as prioridades de atendimento. Aplicaremos uma política de recursos humanos bem definida, valorizando a competência, a honestidade, tempo de serviço e a capacidade individual dos funcionários municipais. Adotaremos o concurso público, honesto, como forma de entrada no setor público. Investiremos muito no setor produtivo procurando desenvolver cadeias produtivas que tenham condições de se viabilizarem, tais como as cadeias produtivas do leite, do peixe, da ovino caprinocultura, do caju, do mel de abelha, da fruticultura e de nossas culturas tradicionais (arroz, milho, feijão, mandioca etc.) etc. Procuraremos transformar a produção agropecuária do município em um efetivo negócio, oferecendo aos produtores condições de produção, estocagem, comercialização planejada, reduzindo a dependência dos atravessadores que hoje ditam as regras e os preços de acordo com a sua conveniência. Asseguraremos prioridades para as empresas locais nas compras e tomadas de preços da Prefeitura, com a finalidade de fortalecer o comércio, a pequena indústria, gerando assim mais emprego. A segurança é de competência do Estado, mas o prefeito não pode abrir mão de liderar no município, uma cruzada contra a violência. Considerando que as drogas já começam a tomar conta de áreas da cidade e do interior e os assaltos e roubos em Luzilândia estão em franca evolução. O prefeito não pode assistir a isso passivamente. Tomaremos todas as decisões que se fizerem necessárias para proteger nossa população. Estaremos priorizando a segurança preventiva e o trabalho conjunto com as policias civil e militar. As questões que envolvem segurança pública passam necessariamente por um trabalho em conjunto das três esferas de governos. A administração popular terá uma postura ativa no combate ao preconceito, ao à discriminação e à violência contra qualquer expressão da diversidade, seja de etnias, religiosa, orientação sexual etc. Serão implementadas ações afirmativas, visando à defesa dos direitos humanos e à igualdade para todos. Por ser de competência do município a realização das políticas sociais e, por extensão, a função de garantir os direitos sociais dos cidadãos, é que propomos ações de governo que resultem na sua efetivação. Também reconhecemos a necessidade do envolvimento das três esferas de governo em programas articulados para gerarem maior impacto frente à realidade social de exclusão em que vivem muitas famílias. Nunca esta cidade teve a oportunidade de ser conduzida por uma administração em condições moral e política de olhar de frente e reivindicar com autoridade e com disposição, ante às administrações federal e estadual, os benefícios a que temos direito. Teremos esta autoridade advinda de uma administração que premiará a competência, a honestidade e o compromisso popular. Além disso, buscaremos recursos com planejamento e projetos estruturados, fora da improvisação e do descaso, que vêm regendo o destino do nosso município nas últimas administrações. É isso que apresentamos aqui, um Macroprojeto de mudança para Luzilândia, que será desdobrado em novos e outros projetos específicos, executados com muita determinação e consciência social. É preciso, como nunca, transformar Luzilândia em uma cidade livre, de cidadãos autônomos, senhores do próprio destino. É isso o que você quer. Só depende de você.

COMPROMISSOS DO GOVERNO PTC – LUZILANDIA – PI SAÚDE

Democratizar o Conselho Municipal de Saúde. Implantar efetivamente o Programa Saúde da Família. Ampliar as ações do NASF. Estender as atividades fisioterapêuticas aos pacientes de Luzilândia. Ampliar as ações do CAPS. Interiorizar as ações de fisioterapia, psicologia, nutricional etc. Recuperar e equipar os postos de saúde. Aumentar a resolutividade dos postos de saúde. Ampliar a resolutividade das ações e procedimentos do CEO. Interiorizar as ações do CEO. Formalizar parcerias com a Secretaria de Educação para implementar ações básicas de saúde na rede educacional municipal. Construir novas unidades de saúde. Desenvolver ações educativas e culturais em todas as unidades de saúde. Criar unidade ambulatorial de referência nas clínicas básicas. Criar unidade de saúde nas clínicas especializadas com maior demanda. Criar de Centro de Referência para Atendimento à Mulher. Criação de uma Maternidade. Dinamizar o agendamento de consultas e exames laboratoriais. Adotar medidas que facilitem o acesso e o atendimento a toda rede de saúde. Aumentar a capacidade resolutiva do laboratório. Aumentar a oferta de exames especializados. Criar Farmácia Básica. Desenvolver a integração do atendimento entre as unidades de referência. Criar Unidade de Pronto Atendimento. Criar Projeto Especial para o Idoso. Contratar profissionais especializados nas clinicas de maior demanda Montagem de Serviço de Atendimento Domiciliar para pessoas idosas, portadoras de deficiências e necessidades especiais Criar SAMU. Capacitar e Treinar todos os Profissionais de saúde. Dinamizar e valorizar as atividades dos Agentes Comunitários De Saúde. Desenvolver projetos de Humanização no Atendimento. Criar equipes de controle e avaliação. Estimular compensação financeira com base na meritocracia. Implementar ações de vigilância sanitária. Dinamizar as ações de controle de endemias. Desenvolver ações coordenadas com os governos estadual e federal Efetivar consórcios para ações de saúde com municípios vizinhos. Desenvolver projetos educativos das ações de saúde para líderes comunitários.

SANEAMENTO

Ampliar o sistema de abastecimento de água potável na cidade e no interior. Ampliar o serviço de coleta de lixo. Concluir, em parceria com o Governo Federal, uma rede de esgotos sanitários. Criar projeto de coleta seletiva do lixo. Implantar fossas sépticas em domicílios de pessoas carentes. Desenvolver programas educacionais em ações de saneamento. Construir galerias no centro da cidade.

DIVERSIDADE HUMANA E SOCIAL

Criar uma assessoria municipal dos direitos humanos, para coordenar e promover a discussão, formulação e execução de políticas públicas voltadas para este setor. Implantar um serviço para atender vítimas de preconceitos e discriminação, receber denúncias e encaminhar medidas que se façam necessárias. Apoiar ONGs que realizam trabalhos de atenção às minorias e às pessoas discriminadas. Promover campanhas e eventos para mudanças culturais na sociedade, objetivando a aceitação da diversidade. Qualificar os servidores públicos, para tratarem da diversidade, com igualdade, respeito e base na legislação em vigor.

SEGURANÇA

Ampliar a Guarda Municipal com ações preventivas e educativas. Implementar de ações no combate as drogas. Estabelecer parcerias com as policias civil e militar. Municipalizar o trânsito de veículos.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E INFRAESTRUTURA

Qualificar o Matadouro Público. Calçar e asfaltar Barrios. Construir Complexo Comercial para os Camelôs. Construir áreas de lazer às margens do Rio Parnaíba e lagoa do cajueiro. Recuperar os espaços físicos da Prefeitura. Desenvolver ações permanentes de conservação dos bens imóveis do município. Estabelecer Política de Habitação Popular em parceria com governo federal. Desenvolver programas de construção e recuperação de moradias para população de baixa renda. Priorizar as empresas locais na realização das obras do município. Elaborar um plano racional de construção e preservação das estradas do município. Montar uma equipe de máquinas e equipamentos que dêem suporte às ações de infraestrutura da prefeitura. Estabelecer ações que promovam o turismo, valorizando nosso rio, nossa lagoa, nossa cultura e nossas tradições. Fazer com que o sistema de compras da Prefeitura dê prioridade ao comércio e aos produtores locais. Ampliar a capacidade das cadeias e arranjos produtivos locais, estimulando a produção e o consumo de produtos locais. Construir uma base logística de assistência técnica. Promover ações para melhorar a produtividade e a qualidade do setor produtivo rural. Dinamizar o setor produtivo dos assentamentos rurais com assistência técnica permanente, equipamento mecânicos, distribuição de sementes e insumos. Identificar e estimular as potencialidades regionais. Estimular a vinda de empresas para se instalarem em Luzilândia. Viabilizar investimentos, que possibilitem a ampliação e a modernização da oferta de bens e serviços do município, com suporte à produção e ao consumo. Dedicar cota de compra da prefeitura para micro e pequenas empresas locais. Fomentar o microcrédito aos pequenos empreendedores. Capacitação e qualificação técnico-gerencial. Capacitar e qualificar a mão de obra urbana e rural, com cursos técnicos em várias áreas, em parcerias com SEBRAE, Universidades, Sistema S etc Estimular e capacitar profissionais na área do artesanato local. Construir açudes na zona rural para piscicultura.

TURISMO

Investir em promoção e captação de turistas. Integrar roteiros de aventura, ecoturismo, turismo rural e aquático, como forma de gerar trabalho e renda. Sediar eventos culturais, científicos, acadêmicos etc. Organizar um calendário de eventos anuais, incluindo as festas populares, cívicas, religiosas, desportivas, para os períodos de férias e feriados. Investir em estrutura física, paisagística, gastronômica como forma de manter um pólo cultural e turístico atraente. Construir um Centro de Divulgação de Produtos Artesanais e Informação Turística. Capacitar pessoal para trabalhar no setor turístico. Estimular o desenvolvimento da rede hoteleira.

FUNCIONALISMO PÚBLICO

Resgatar a dignidade do funcionalismo público municipal. Garantir a participação dos servidores nas decisões importantes das políticas públicas. Adotar uma política de remuneração justa, equilibrada e negociada, estabelecendo processos para a recuperação salarial. Instituir a gratificação pelo mérito. Manter um quadro de funcionários suficiente para a oferta de bons serviços públicos. Retomar o caráter público da administração. Garantir qualificação profissional abrangente, integral e articulada com as necessidades do poder público, com avanço na escolaridade. Melhorar as condições estruturais nos locais de trabalho. Ampliação no acesso às novas tecnologias. Criar um sistema de saúde para o funcionalismo. Renovar os processos de trabalho com foco na qualidade do serviço prestado, no interesse público e no respeito aos usuários. Organizar o Plano de Cargos e Salários.

GESTÃO E PLANEJAMENTO

Promover o fortalecimento da administração municipal dotando de recursos humanos, técnicos especializados em gestão. Criar de Conselhos Comunitários Regionais, com realizações de conferências integradas das políticas públicas. Priorizar obras, programas, projetos e ações, a partir das necessidades e desejos da população. Implantar um sistema de avaliação qualitativa dos serviços prestados pela prefeitura, medindo o grau de satisfação dos cidadãos. Implantação da Ouvidoria da Cidade de Luzilândia. Planejamento descentralizado com consulta popular, viabilizando uma visão integrada dos problemas e soluções para as diferentes regiões da cidade. Reformular e ajustar a gestão pública visando uma administração mais solidária, democrática e participativa. Alocar recursos em projetos viáveis, que promovam a sustentabilidade econômica, social e ambiental, atendendo as demandas efetivas e urgentes dos cidadãos; qualificando as despesas, com vistas a sua eficácia. Fortalecer o capital humano da cidade, preparando-o para o exercício da cidadania e qualificando-o para o trabalho.

CULTURA

Buscar parcerias com outras instituições, visando desenvolver atividades culturais, como palestras, cursos, concursos literários e edição de publicações locais de reconhecido valor histórico e literário. Difundir costumes, lendas e tradições locais nas escolas municipais. Estimular a criação de associações de nossa cultura popular, tais como Associação de vaqueiros, de Folguedos, de Umbandistas etc Divulgar a História de Luzilândia nas escolas municipais. Revitalizar as atividades carnavalescas e outras festas populares. Incentivar a realização de gincanas culturais colegiais. Criar um Arquivo Público Municipal e um Museu Público. Ampliar as atividades da Biblioteca Pública. Desenvolver grupos de teatros para atividades educativas. Apoiar as manifestações religiosas. Ampliar, capacitar e valorizar a Banda Municipal. Criar um Centro Cultural Luzilandense. Criar um calendário anual de eventos. Criar o Conselho Municipal de Cultura.

EDUCAÇÃO

Desenvolver atividades educacionais, visando a melhoria na qualidade do ensino. Promover a distribuição gratuita de livros e fardamento escolar. Ampliar a oferta da educação infantil para garantir as crianças de 0 a 6 anos, atendimento educacional. Qualificar permanentemente todos os educadores da educação infantil. Expandir o atendimento dos alunos do Ensino Fundamental, com aumento da jornada escolar, a partir da articulação das atividades artísticas, cientificas, esportivas e de lazer. Aprofundar a formação continuada de professores, articulada ao projeto pedagógico das escolas. Implementar a formação profissional na educação de jovens e adultos. Ofertar cursos para portadores de necessidades especiais como meio de promoção e integração social. Efetivar a formação profissional, para atuar na formação técnica, na capacitação gerencial e desenvolvimento pessoal. Elaboração, coletiva, de um projeto pedagógico coerente com a realidade da escola, do aluno e, principalmente, do contexto socioeconômico e cultural em que eles se inserem. Desenvolver iniciativas para atrair a família à escola, cedendo às comunidades seus equipamentos nos finais de semana. Valorização dos profissionais de educação do município, através de um plano de cargos e salários adequados e da remuneração por resultados e eficiência. Selecionar diretores a partir de critérios técnicos. Estimular o aperfeiçoamento permanente dos docentes e do pessoal técnico. Criar condições dignas de trabalho. Implantar currículo único e organizado. Estimular a participação dos alunos em competições interdisciplinares. Participação dos alunos em competições esportivas intercolegiais. Desenvolver políticas públicas para a valorização da leitura na escola e em casa Preparar corpo técnico e docente para utilizar novas técnicas de ensino baseada na tecnologia atual. Controlar e avaliar permanentemente dos professores, agentes administrativos e alunos. Desenvolver cursos para aprimorar a capacidade da gestão das escolas. Realizar cursos extracurriculares de aperfeiçoamento em outras atividades culturais. Planejamento com metas pré-determinadas e avaliação trimestral. Adequar a estrutura física dos locais de estudo. Ampliar o número de creches. Implementar aulas de reforço para estudantes com dificuldade no aprendizado. Oferecer merenda escolar em quantidade e qualidade. Adquirir produtos regionais para a merenda escolar. Estimular o real funcionamento do Conselho Municipal de Educação. Criar ações destinadas à redução da evasão, da repetência, da reprovação e da distorção idade/série. Criar programas de extensão universitária, para que os estudantes possam realizar estudos e trabalhos sociais, culturais e acadêmicos que sejam de interesse da sociedade. Garantir o transporte escolar gratuito. Democratizar o acesso à escola e garantir a permanência do aluno nela. Instituir a educação ambiental, a inclusão digital e programas de saúde de caráter preventivo, que farão parte da matriz curricular da rede municipal. Criar programas que estimulem a formação de um cidadão consciente e critico dos seus direitos e deveres. Melhorar as condições de ensino. Promover ações de saúde específicas para os alunos.

ESPORTE E LAZER

Estimular o esporte e o lazer como práticas cotidianas, como forma de integração social e promoção da saúde. Implementar a gestão democrática do esporte, na elaboração, na gestão das políticas esportivas da Prefeitura. Efetivar uma rede esportiva e de lazer nos bairros da cidade pela reforma e construção dos equipamentos esportivos e de lazer. Estabelecer parcerias com clubes comunitários, associações esportivas, academias e outras instituições de educação para realização de torneios e campeonatos interbairros e atividades de iniciação esportiva. Ampliar as atividades esportivas na zona urbana e rural, com construção de campos de futebol e quadras poliesportivas. Implantar campos de futebol murado na zona rural. Valorizar o Campeonato Luzilandense de Futebol. Incentivar competições esportivas nas mais diferentes modalidades. Construir quadras poliesportivas nos maiores colégios da zona urbano e rural. Manter parcerias com clubes estaduais para absorver nossos melhores aspectos. Criar escolinhas de futebol.

JUVENTUDE

Investir em cursos profissionalizantes. Firmar parcerias com os comerciantes, profissionais liberais, e empresários para uma política de abertura de postos de trabalho para os jovens iniciantes. Desenvolver projetos culturais e esportivos para os jovens em locais estratégicos, visando minimizar a ociosidade. Garantir e fomentar espaços de lazer e programação cultural de qualidade para a juventude. Garantir a participação da juventude na elaboração das políticas públicas na área da educação e lazer. Garantir a destinação adequada de recursos para subsidiar ações educativas no combate as drogas, articulando as instâncias de saúde e justiça. Garantir a formação profissional de jovens da zona rural. Ampliar o Pro jovem em parceria com o Governo Federal. Disponibilizar cursos de formação profissional para os jovens portadores de deficiência. Ampliar programas de saúde reprodutiva e prevenção de gravidez na adolescência. Garantir a destinação adequada de recursos para subsidiar ações de saúde voltadas à população jovem. Promover atividades instrutivas preventivas para a população jovem. Apoiar integralmente as atividades do Conselho Tutelar. Investir em infraestrutura nas escolas rurais, proporcionando aos alunos da zona rural, educação ambiental com ênfase no manejo agrícola, com o intuito de diminuir o êxodo rural. Valorizar a participação dos jovens na agricultura familiar. Criar área de lazer nas praças públicas, priorizando o desporto de participação. Estimular a participação dos jovens na política e no ingresso nos partidos políticos. Priorizar os projetos culturais produzidos pelos jovens. Criar espaços para manifestações culturais e artísticas da juventude. Garantir a inclusão digital, instalando computadores nas escolas públicas. Instalar laboratórios de informática nos centros comunitários. Viabilizar escolas técnicas agrícolas na zona rural. Prover apoio psicológico, médico e social ao jovem em virtude de sua orientação sexual. Prover apoio psicológico, médico e social ao jovem usuário de droga. Criar cursinho pré-vestibular gratuito.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Fortalecer o Conselho Municipal de Assistência Social. Planejar as ações de assistência social, tendo como centro a família e a comunidade Atendimento prioritário das ações aos beneficiários dos programas de transferência de renda, visando à emancipação das famílias. Adequar a rede de Centro de Referência da Assistência Social para atender a demanda do município nas regiões de maior vulnerabilidade. Estabelecer diretrizes para prestação de serviços sócio assistenciais, definir padrões de qualidade e implementar mecanismos de controle e avaliação dos serviços das entidades parceiras da prefeitura. Aumentar a oferta de programas complementares. Instituir uma Política de Assistência Social articulada com as demais políticas públicas, respeitando o trabalho em rede. Promover constante qualificação do atendimento ao usuário, decorrente de melhores condições técnicas operacionais, juntamente com a qualificação profissional, avaliação e monitoramento do sistema Definir de um piso básico no orçamento municipal. Instituir transformações que evitem a fragmentação das atividades. Instalar Núcleos de Assistência Social na zona rural.

MEIO AMBIENTE

Criar a Secretaria de Meio Ambiente. Preservar as matas ciliares das bacias dos Rios Parnaíba, e seus afluentes. Desenvolver projetos que favoreçam a procriação dos peixes nos rios. Desenvolver um plano de combate às queimadas. Preservar as fontes naturais. Desenvolver ações de reflorestamento. Construir Aterro Sanitário. Desenvolver atividades educativas ambientais nas escolas públicas. Regulamentar coleta para resíduos provenientes das trocas dos derivados do petróleo. Realizar coleta seletiva do lixo domiciliar. Preservar as árvores nativas produtoras de alimentos. Capacitar pessoal para as atividades protetoras do meio ambiente.

Fonte:http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2016/2/11150/180000001773/propostas

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta