Home » Destaque » Empresário é conduzido pela segunda vez ao GRECO por suspeita de fraude de energia
Publicado em: 18 de agosto de 2016 - Ás: 19:32 - Categorias: Destaque> Polícia.

Empresário é conduzido pela segunda vez ao GRECO por suspeita de fraude de energia

Algemas

Técnicos da Eletrobras Distribuição Piauí realizaram uma operação de fiscalização na manhã desta quinta-feira (18) e constataram vestígios relevantes do uso fraudulento de energia elétrica na residência de um grande empresário da capital, situada no centro de Teresina. Durante a ação, ele foi conduzido à sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado pelas equipes policiais que deram suporte à fiscalização. Essa é a segunda vez, este mês, que o mesmo é obrigado a comparecer à delegacia para apuração da prática de furto energia.

No dia 05 de agosto, foi preso em flagrante depois que os técnicos da concessionária de energia e os policiais verificaram a fraude no medidor do restaurante de sua propriedade, e, após pagar fiança, foi liberado. De acordo com levantamento dos técnicos da Empresa, o processo de recuperação do consumo do restaurante totaliza mais de R$ 386 mil. “A energia furtada pelo empresário nessa unidade consumidora daria para atender 100 residências com gastos de 200 kWh mensais”, explicou o gestor do Projeto Energia +, Fábio Victor.

Fábio informou que no imóvel alvo na operação de hoje funcionava um restaurante, salas de escritório e a residência do empresário. “Acreditamos que o valor recuperado poderá passar de R$ 50 mil”, ressaltou.

Este é o quarto processo de recuperação de consumo que a distribuidora irá apurar para este consumidor. Dois foram de natureza apenas administrativa, em fevereiro de 2011 e junho de 2012 e, este ano, além dos dois processos administrativos, o empresário responderá também aos processos criminais.

Perdas Acumuladas
As perdas comerciais da Eletrobras estão acumuladas em 18%. O prejuízo dos últimos 12 meses é estimado em R$ 149 milhões. Apenas em 2016, a Distribuidora já fiscalizou 51 mil unidades consumidoras e encontrou irregularidade em 46% dos imóveis.

Fonte: Assessoria de Comunicação-Eletrobras Distribuição Piauí

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta