Home » Destaque » Advogado diz que governador Raimundo Artur de Vasconcelos nasceu em Luzilândia
Publicado em: 10 de janeiro de 2016 - Ás: 17:29 - Categorias: Destaque> Luzilandia.

Advogado diz que governador Raimundo Artur de Vasconcelos nasceu em Luzilândia

664a7239-a0d9-4934-9ac4-84ee8400e799

O advogado luzilandense Antônio Teixeira Leart, há alguns anos vem se aprofundando pela história do Piauí, e principalmente na história local e regional de Luzilândia.

Num encontro acertado com Emerson Meneses Pires de Moura, em Teresina, conversaram muito sobre fatos históricos luzilandenses em que Leart apresentou ilações esclarecedoras e profundo conhecimento sobre o passado daqueles que tanto fizeram na região luzilandense.

Pelas suas observações bazeadas em pesquisas, través de fontes históricas, como documentos textuais (crônicas, memórias, registros cartoriais, processos criminais, cartas legislativas, obras de literatura, correspondências públicas e privadas e tantos mais), Leart pode obter relevantes dados, inclusive sobre a origem das famílias Aguiar e Carvalho.

Conta ele que, em suas pesquisas, olhando alguns detalhes, ficou convencido que o governador Raimundo Artur de Vasconcelos, do município de Barras, teria mesmo nascido em 29 de março de 1866, na Fazenda Estreito, hoje cidade de Luzilândia, e que, seria um filho de João Bernardino Souto de Vasconcelos.

Naquela época, a Fazenda Estreito (Luzilândia) pertencia a abrangência territorial municipal de Barras.

“Raimundo Artur de Vasconcelos que foi um engenheiro e político brasileiro, e governou o Estado do Piauí de 1896 a 1900, vem a ser filho de João Bernardino Souto de Vasconcelos e que saiu dessa Fazenda Estreito para estudar em Barras, indo posteriormente, após conclusão do estudos naquela cidade, para Rio de Janeiro

elbert alves escritor capa livro

onde ingressou na Escola Militar e se tornou aspirante do exército brasileiro e depois, homem de confiança do governo Teodoro da Fonseca, primeiro presidente da república brasileira, e era um homem ligado a ele, e que por isto foi nomeado governador do Piauí em função de que naquela época o Piauí servia a pouquíssimas pessoas por ser muito pequeno”, disse Leart.

“Ele olhando a situação do Piauí, se propôs a vir fazer uma divisão maior no Estado, ou seja, dividindo os “valores” com mais piauienses, e, chegando, após fazer uma visita a sua mãe, confirmou essa necessidade e veio a ser nomeado governador do Piauí, o que causou um conflito muito grande porque as lideranças piauienses não admitiam essa divisão. Ao final do seu mandato ele terminou indo embora do Piauí novamente a serviço do exército brasileiro para o Rio de Janeiro onde veio a falecer, no grau de General”, enfatizou Leart.

Leart persevera que as pesquisas indicam que o governador do Piauí, Raimundo Artur de Vasconcelos nasceu mesmo na fazenda Estreito, situada a margem direita do Rio Parnaíba, que não teria sido fundada em 1870, ano que foi convencionado como sendo o da chegada alí do português João Bernardino Souto de Vasconcelos, com seu rebanho de gado, mas, vários anos antes.

Se fundada em 1870, ou antes, essa fazenda, 20 anos depois de 1870, como já apresentava bastante desenvolvimento, por influência política do coronel José Francisco de Carvalho e de Augusto Gonçalves do Vale, foi elevada à categoria de Vila e sede municipal, com denominação de Porto Alegre por influência política do Coronel José Francisco de Carvalho e de Augusto Gonçalves do Vale, por ato do governador Taumaturgo de Azevedo (Decreto nº 15 de 10 de março de 1890), elevada a categoria de Vila e consequentemente desvinculada da

região territorial de Barras, e tornada sede municipal, com denominação de Porto Alegre.

Por Emerson Meneses Pires de Moura

Deixe uma resposta